top of page
  • Foto do escritorIsis Homrich

Queimadas no Pantanal: desafios ambientais e esforços de conservação

Entenda quais os desafios enfrentados pelo Pantanal, sua importância global e conheça ações que podem contribuir para sua conservação.


Foto: Natalina Mendes


O Pantanal, um dos seis biomas brasileiros, é reconhecido mundialmente por suas planícies inundadas e vasta biodiversidade. Localizado nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o Pantanal faz fronteira com outros importantes biomas brasileiros, como a Amazônia e o Cerrado. Sua fauna e flora são notáveis, abrigando muitas das espécies mais emblemáticas do Brasil, como a onça-pintada, a arara-azul, o lobo-guará e o tamanduá-bandeira. Com mais de duas mil espécies, sua diversidade botânica é igualmente impressionante.


Essa rica diversidade de espécies e paisagens do Pantanal destaca sua importância na conservação da biodiversidade. Apesar de ser o menor bioma do país, o Pantanal foi declarado Patrimônio Nacional do Brasil pela Constituição de 1988 e Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera pela UNESCO em 2000, evidenciando seu valor global. Esses títulos são essenciais para aumentar a conscientização sobre as ameaças enfrentadas por esse bioma. Localizado próximo aos grandes polos da agropecuária do país, o Pantanal também enfrenta desafios como a biopirataria e a caça ilegal. No entanto, outro fenômeno que tem chamado atenção nos últimos anos são as queimadas.


Desafios e impacto das queimadas


Com duas estações bem definidas, o Pantanal experimenta um verão úmido e chuvoso, seguido por um inverno seco. Embora as queimadas sejam parte natural do ciclo ecológico, a ação humana e as mudanças climáticas têm intensificado esses incêndios, resultando em devastação ambiental e perda de biodiversidade.


O ano de 2020 foi particularmente preocupante, com grandes secas na região norte do Mato Grosso e um aumento significativo no número de focos de incêndio na Amazônia. Sem os rios flutuantes provenientes do equilíbrio entre as chuvas amazônicas, o impacto também foi sentido no Pantanal, que registrou o pior ano de incêndios desde o início do monitoramento em 1998, com mais de 18 mil focos de incêndio somente de janeiro a setembro. Esses eventos destacam a urgência de ações para proteger e conservar o Pantanal e outros ecossistemas vulneráveis.


O Pantanal é um bioma formado por um mosaico de paisagens, sendo dependente dos biomas adjacentes de sua região. A seca na região norte do país, principalmente sobre a Amazônia, e o desmatamento das matas ciliares do cerrado, onde nascem grande parte dos rios que banham o Pantanal, resultaram no pior ano de queimadas, devastando uma infinidade de espécies de animais e vegetais, além de áreas urbanas e rurais habitadas por moradores locais. Desde então, os incêndios no Pantanal têm sido um triste fenômeno anual, amplificado pelas mudanças climáticas, aumento do desmatamento e desequilíbrio das águas, entre outras mudanças nos ecossistemas que interferem diretamente.


Importância de projetos de conservação e ações de recuperação


A elaboração de projetos para restaurar e conservar a paisagem, bem como mitigar os danos causados pelo fogo, é urgente para reverter o cenário do Pantanal. Recentemente, teve início mais um projeto viabilizado pela VBIO em parceria com o Instituto Homem Pantaneiro: o projeto Rede Amolar. Seu objetivo é fortalecer a guarda de proteção contra incêndios, criada em 2020 após os grandes incêndios que assolaram a região. O projeto inclui capacitações para a população local, melhorias na infraestrutura da Brigada Alto Pantanal, responsável por combater diretamente os incêndios, e estabelecimento de locais para resgate e reabilitação de fauna afetada pelo fogo, com uma equipe de veterinários e especialistas.


Projetos como esse, com foco na capacitação da população local para mitigar os incêndios, aprimoramento da atuação da Brigada Alto Pantanal e melhoria da infraestrutura para resgate e reabilitação de animais atingidos pelo fogo, são medidas essenciais para combater os impactos das queimadas no Pantanal. Juntos, podemos trabalhar para controlar os incêndios e suas consequências neste bioma tão rico e importante para o país.

Comments


bottom of page